.

.
Página de doutrina Batista-Calvinista. Cremos na inspiração divina, na inerrância e infalibilidade das Escrituras Sagradas; e de que Deus se manifestou em plenitude no seu Filho Amado Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador, o qual é a Segunda Pessoa da Tri-unidade Santa
CLIQUE, NO TÍTULO DE CADA UMA DAS POSTAGENS, PARA ACESSAR O ÁUDIO DO SERMÃO OU ESTUDO

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

CONFIANDO NA SABEDORIA DE DEUS - PARTE 2










Pr. Luiz Carlos Tibúrcio


Na semana passada estivemos pensando nesses versículos de Paulo aos Coríntios. Continuando, meditemos sobre o que a Palavra de Deus nos revela hoje:

1 Coríntios 2. 4-5: “E a minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder; Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus” .
- Paulo disse que foi aos Coríntios apresentar a palavra de Deus e o poder de Deus, e não palavras de persuasão humana.
- No domingo passado, pensamos sobre como o desenvolvimento tecnológico e científico tem avançado em nossos dias, e ainda assim, o homem está perdido como ovelha sem pastor; e quão vã tem sido a sabedoria humana nos momentos em que se precisa de respostas; e como o desespero e a angústia não podem ser aplacados pela sabedoria do homem; pensamos também no chamado que a igreja tem feito ultimamente aos homens, utilizando-se de métodos humanos, alheios à Palavra de Deus a fim de atraí-los.
- O apóstolo Paulo mostra-nos que não usou de sabedoria humana, nem de métodos humanos, mas sua pregação era no Espírito e poder de Deus.
- As táticas que muitas igrejas têm utilizado são frontalmente contrárias à pregação de Paulo, e do que nos revela toda a Bíblia. Ele não era um conferencista que se utilizava da auto-ajuda, da psicologia, do pragmátismo afim de alcançar os perdidos. Não. Paulo pregava o Evangelho de Cristo em temor e tremor, pelo poder de Deus, não na eloquência, na retórica, no convencimento humano.
- Quando vemos aqui em nossa igreja os jovens e adultos, há de se perguntar: Como está a vida dos irmãos? Como está o seu relacionamento com Deus?

Efésios 3.8: "A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar entre os gentios, por meio do evangelho, as riquezas incompreensíveis de Cristo".
- As igrejas estão preocupadas em se as pessoas virão a ela, e preocupadas em agradar as pessoas, para que sintam-se bem nelas; são novidades a cada culto, músicas animadas, pirotecnia, espalhafato. Mas Paulo fala em levar ao homem a graça do Evangelho, e as riquezas incompreensíveis de Cristo através da mensagem que lhe foi dada.

Romanos 11.33: "Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos! Por que quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro?".
- Paulo fala da grande salvação de Deus para os homens.
- Uma coisa é certa: partiremos deste mundo, e nossos queridos também. Todos nós estaremos cedo ou tarde diante da morte.
- Há riquezas que não podem ser medidas: as areias das praias e dunas, as estrelas do céu, nem a água do mar pode ser medida, mas algo impossível de ser medido é o amor de Deus para salvar o pecador.

Efésios 3.9: "E demonstrar a todos qual seja a comunhão do mistério, que desde os séculos esteve oculto em Deus, que tudo criou por meio de Jesus Cristo".
- A pregação de Paulo mostra-nos o plano de Deus que esteve oculto, o qual estava na mente e no coração do Todo-Poderoso, decretados e determinados por Deus em toda a eternidade, agora é-nos revelado.
- Por meio de Cristo todas as coisas foram criadas, e foram reconciliadas.
- A Palavra de Deus diz que no princípio era o Verbo e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus... No princípio Deus criou... E Jesus Cristo nos reconciliou.

Efésios 2.14: "Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, e pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades".
- A reconciliação entre Deus e o povo de Deus, o qual era inimigo de Deus, estava apartado dEle, pelo eterno propósito do Senhor nos trouxe à reconciliação em Cristo.
- Deus manifesta em nós, através da Igreja, o eterno plano de redenção e salvação do homem.
- A Igreja não precisa de distração, nem subterfúgios, ou em ser atração. Ela necessita pregar a Palavra de Deus, que é o poder de Deus para a salvação do homem.
- A minha vida sem Deus é sem sentido.
- A Igreja pregando outro evangelho, é uma reunião sem sentido que não agrada a Deus, e nem pode proclamar a salvação.
- Porque tantas pessoas estão cantando, fazendo especiais dentro da igreja, e amanhã voltam as costas para ela? Porque muitos que hoje estão na igreja, amanhã se desviam?... É fácil você gastar uma fortuna com bebidas, com músicas mundanas, jóias, com o consumismo desenfreado e tolo do mundo, com roupas caríssimas e uma série de "equipamentos" desnecessários em casa. É muito fácil perder-se todo o tempo do mundo com a tv, novelas, shows, fofocas e uma gama de futilidades sociais, mas é difícil, muito difícil gastar o tempo com as coisas de Deus. O culto pode ser cansativo e demorado, mas você pode jogar video-game a tarde toda, ou assistir tv do amanhecer até a madrugada.
- Permancer na presença de Deus pode ser muito difícil, impossível, se a pregação não for o Evangelho de Cristo.
- O Evangelho pregado fora da Palavra de Deus não traz alegria para vida, nem produz a salvação do ímpio; antes, o mantém morto.

Colossenses 1.20: "E que, havendo por ele feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra, como as que estão nos céus. A vós também, que noutro tempo éreis estranhos, e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora contudo vos reconciliou".
- Éramos inimigos por nossas obra más, mas Deus nos reconciliou consigo.
- Em Sodoma e Gomorra os anjos estiveram ali para a condenação daquelas cidades.
- Toda vez que fazemos a vontade da carne ao invés da vontade de Deus, estamos no curso de satanás, realizando a sua vontade. E estamos em oposição a Deus.
- O Senhor virá com os Seus anjos para julgar a terra, e trazer condenação àqueles que permaneceram desobedientes a Deus.

Efésios 3.10: "Para que agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nos céus".
- A Igreja manifestará a multiforme sabedoria de Deus. Os anjos conhecerão através das nossas vidas transformadas o poder de Deus na regeneração do homem caído.
- O cristão não é aquele que hoje serve ao Senhor na Igreja, e amanhã não serve mais. O Cristão é aquele que sempre servirá a Deus, e será transformado à imagem de Cristo.
-Através de nós os anjos conhecerão a sabedoria e o amor de Deus.

1 Coríntios 2.7: "Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória; a qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória".
- O mundo nunca conheceu a sabedoria de Deus, mas Ele sabe o que está no coração de cada um dos homens. E o coração que não tem Deus é um coração cheio de maldade e iniquidade.
- Nicodemus ouviu do Senhor: Necessário é nascer de novo. Para se ter comunhão com Deus o homem precisa do novo-nascimento.
- A pregação de Paulo é a pregação do poder de Deus, de que precisamos morrer para o mundo para servir a Deus, de que Ele transforma e restaura o que estava perdido.
- Há muito mais do que sabedoria humana. A pregação do Evangelho é loucura para a sabedoria humana, é loucura para os gregos, e inconcebível para os judeus. Mais do que as maravilhas que Ele operou, Cristo veio transformar vidas.

João 10.9: "Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância".
- Há caminhos que levam à morte, são estradas sem volta. Mas Jesus Cristo é o caminho que levará, indubitavelmente, à vida eterna.
- Satanás veio para roubar, matar e destruir, e ele é o inimigo do homem.
- Certa vez, numa festa, percebi que algumas pessoas que frequentaram a igreja por algum tempo estavam com as mãos para trás. Elas escondiam cigarros, copos de bebidas de mim; mas que grande bobagem, se não podem esconder nada de Deus. Estes são caminhos de morte: o alcoolismo, a prostituição, as drogas...
- Muitos lares estão se desfazendo neste momento; outras pessoas sofrem violência; as notícias são cada dia piores. Esse é o propósito de Satanás.
- Porém, o propósito de Cristo é nos dar vida, e vida em abundância. Não uma vida de fartura, de desperdício material, mas uma vida repleta de paz com Deus.
- A paz somente é possível quando estamos em paz com Deus. Cristo veio para cuidar das Suas ovelhas, para dar-lhes vida.

1 Coríntios 2.1: "E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria. Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado".
- Paulo diz aos coríntios que não foi levar nada mais do que Cristo crucificado.
- Interessante como o apóstolo não foi levar uma mensagem de auto-ajuda. Uma mensagem de auto-ajuda é mais ou menos assim: confie em você, tenha uma força em você que vai guiá-lo ao bem, e vai levá-lo a superar os limites; você é bom, não perca a esperança em si mesmo, da mesma forma que outros fazem você também pode fazer...
Paulo não tinha mensagem psicológica, mas a sua mensagem era Cristo crucificado, poder de Deus para transformar o pecador.
- Durante as pregações de Paulo o poder de Deus se manifestava, através da conversão de vidas, da transformação de vidas e corações, do consolo que a Palavra de Deus traz.
- As vezes estamos tão angustiados que nada pode tirar a nossa dor, mas as Escrituras nos diz que o Espírito Santo nos consola.
- As vezes estamos tão perdidos que não encontramos saída, mas Cristo diz: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai senão por mim".
- A Igreja tem uma mensagem: a sabedoria humana aponta para morte; mas na Palavra de Deus há vida, porque Cristo morreu por nós, para que pudéssemos ter vida.

Resumo da mensagem pregada no TBB: Dezembro de 2008.
Todos os versículos da Almeida Corrigida e Fiel da SBTB(ACF)

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

CONFIANDO NA SABEDORIA DE DEUS – PARTE 1










Pr. Luiz Carlos Tibúrcio

O texto para a pregação de hoje é:

1 Coríntios 2. 4-5: “E a minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder; Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus” .
- Algo que se vê no mundo atual, claramente, é que a ciência tem se multiplicado.
- E o que se vê também é que o conhecimento de Deus tem diminuído.
- À medida que o conhecimento humano cresce, reduz-se o conhecimento de Deus, ao ponto do homem desprezá-lo mais e mais.
Isaías 1.3: “O boi conhece o seu possuidor, e o jumento a manjedoura do seu dono; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende”.
- Os animais conhecem o seu dono. O boi, que não é um animal de proeminente inteligência, conhece o seu dono quando ele se aproxima.

- O boi tem uma atitude diante do seu dono. Porém o homem não. Ele não importa-se com o Senhor como aquele que o criou.
- O homem ignorou completamente a Deus.
Hebreus 3.10: “Por isso me indignei contra esta geração, E disse: Estes sempre erram em seu coração, E não conheceram os meus caminhos”.
- O homem não conhece os caminhos do Senhor.
João 1.10: “Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu”.
- As pessoas não O receberam, não O amaram, O desprezaram, não fazendo caso de Jesus... A atitude do homem é a de rejeitar, deliberadamente, o nosso Senhor.
1 João 3.1: “Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. Por isso o mundo não nos conhece; porque não o conhece a ele”.
- O conhecer aqui se relaciona com a atitude de amor; portanto, o mundo não faz caso do Senhor, não quer recebê-lO, não O ama, e também não tem amor para conosco.

- Há pessoas que sentiam antipatia por mim, e depois vim a saber que era exclusivamente por eu ser cristão.
- Pois da mesma forma que odiaram a Jesus, o mundo nos odeia, persegue e despreza.
- Esta situação deve ser de alegria para nós, porque como Cristo foi perseguido pelo mundo, nós também seremos. E assim cumpre-se a vontade de Deus, e sofremos por amor a Ele.
- A ciência avança, e alguém disse que poderemos viver 150 anos no futuro próximo; mas o salmista disse que o tempo de vida do homem seria de 70 anos, e esse era um tempo de canseira e enfado... tempo de doenças, de se tomar remédios...
- Infelizmente, o homem conhece apenas esta vida, por isso ele busca insistentemente mantê-la a todo custo, sem se ater que, ela é uma dádiva de Deus, algo que o próprio Deus nos deu; e vive-se sem que haja o menor desejo de glorificar ao Criador; não O reconhecem, nem o amam, nem o reverenciam... há somente uma atitude de indiferença, de afastar-se ainda mais dEle.
2 Timóteo 3.6: “Porque deste número são os que se introduzem pelas casas , e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências; Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade”.
Versículo 5: “Tendo aparência de piedade , mas negando a eficácia dela . Destes afasta-te”.
- As pessoas que eram introduzidas na igreja negavam a palavra de Deus.

- Os cristãos são bombardeados pela sabedoria humana; e a questão é que os homens aprendem, aprendem, e nunca chegam ao conhecimento da verdade.
- Eu vi uma jovem num salão que raspava os cabelos. Então, após terminar de raspá-los, ela se dissolveu em lágrimas... colocou uma peruca, sentou-se no banco do seu carro. O carro dela é um ecosport, e ele fala algo sobre ela. Provavelmente ela é uma pessoa envolvida em causas ambientais, com um estilo de vida saudável... Talvez não seja nada disso, mas certamente tem valores que estão incutidos nesse bem... E ali estava ela, sentada no seu carro, pranteando... E me levou a perceber que o mundo tem dado ao homem um conhecimento que não pode salvá-lo, que o mantém perdido, sem saber aonde ir. Seus valores são amontoados de nada, porque não têm o conhecimento de Deus.
Enquanto estão jovens, podem praticar esportes, ter uma vida boa, não fazem caso de Deus. Porém, quando esse conhecimento precisa lhes valer, perceberão que todo ele vale absolutamente nada, pois falta-lhes conhecer o Senhor.
- A palavra de Deus diz que o homem plantou e encheu grandes celeiros, e ele admirava-se do quanto conquistara, porém, o Senhor lhe diz: Louco! Hoje mesmo lhe será pedida a sua alma.
- Não conhecer a Deus é a atitude mais louca que alguém pode ter. É um devaneio...
- O salmista diz: Elevo meus olhos ao monte, de onde virá o meu socorro, o meu socorro vem do Senhor!
- O câncer é uma doença que desfigura, que abate, que faz sofrer, e, na maioria das vezes, mata. E aquela jovem, passando por uma situação dificílima, está confiada em nada.
Atos 4.12: “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos”.
- Não há outro meio de salvação. Somente em Cristo e por Cristo somos salvos.

- Estar frente a frente, cara a cara com a morte é algo terrível, mas estar sem salvação é algo infinitamente pior.
- É doloroso ver alguém assim sem esperança; não sabendo e não querendo saber que há salvação em Cristo.
- Por isso Paulo disse: Irmãos, não fui até vocês com sabedoria humana.
- Os homens doutos, influentes pensadores e vultos da história não têm resposta para a grande pergunta do homem: o que será depois desta vida? Mas a palavra de Deus responde: Em Cristo há salvação, para todo aquele que crê, para que não pereça, mas tenha a vida eterna. Esta é a resposta para o desolado, o abatido, o derrotado... É a resposta que os homens não quiseram ouvir.
Oséias 4.6: “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos”.
- Os sacerdotes esqueceram da Lei de Deus.

- Paulo não foi anunciar a sabedoria humana, mas a palavra de Deus.
1 Coríntios 2.2: “Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado”.
- Paulo tinha uma mensagem para a igreja de Coríntios: Cristo crucificado!

- O mundo não quer ouvir a palavra de Deus, e a igreja tem desistido de pregar Cristo crucificado, o Evangelho da salvação, do arrependimento, da reconciliação com o Todo-Poderoso.
- Temos vivido um tempo difícil e desastroso, tempo de pouco testemunho cristão, em que se confia em promessas que Deus não fez, e se tem perdido o zelo por Ele e Sua palavra.
1 Timóteo 6.20: “Ó Timóteo, guarda o depósito que te foi confiado, tendo horror aos clamores vãos e profanos e às oposições da falsamente chamada ciência; A qual professando-a alguns, se desviaram da fé. A graça seja contigo. Amém”.
- Falsa ciência introduzida afastou alguns da fé.
- Vivemos um tempo difícil para a igreja. Um tempo que parece nos trazer coisas novas, mas que, de certa forma, existia algum tempo atrás.
- A pregação tem sido adequada àquilo que as pessoas querem fazer, querem ouvir para a sua vida.
- Em muitos lugares, psicólogos são colocados dentro da igreja para tratar as pessoas. E o conselho deles é sempre o mesmo: você precisa se aceitar. E a palavra pecado toma outros nomes: mal, dependência, distúrbio, condição, circunstância...
- Alguém disse-me: Pastor, o que sinto falta na minha igreja é da palavra. Tudo o que se ouve hoje é que preciso ser próspero, alcançar mais bens, ter mais dinheiro, e a igreja precisa alcançar maiores números; alcançar o sucesso humano.
- Paulo diz: não usei técnicas humanas para pregar a palavra de Deus.
- Conversando com um pregador após o culto, disse-lhe: Olha, irmão, aquilo que você pregou me pareceu uma técnica psicológica. Ele respondeu: Mas que mal há em usar isso? Disse-lhe: O mal é que o apóstolo Paulo disse não usar de sabedoria humana para pregar o Evangelho, antes o poder de Deus.
- Que tristeza, meus irmãos! A igreja é o lugar onde deveria ser fonte de vida, e tem se tornado uma fonte de morte, de separação de Deus.
- Veja que a sabedoria humana não tem parte na sabedoria de Deus, ela não nos aproxima dEle.
Efésios 3.10: “Para que agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nos céus”.
- O apóstolo nos fala que Deus tinha algo maravilhoso oculto, a ser manifesto, conhecido, e agora, nos tempos atuais, nos tempos da igreja do Senhor, no tempo em que a promessa feita a Abraão foi realizada; nos dias em que Moíses desejou ver a glória da igreja; nos dias do pacto maravilhoso do Senhor Jesus Cristo, da aliança de Deus com o homem; em que Deus se fez homem, esses dias foram levados a efeito, cumpriram-se conforme a promessa.

- E agora, através da igreja, a multiforme sabedoria de Deus será conhecida dos principados e potestades.
- A igreja, ao invés de manifestar a sabedoria de Deus, proclama a sabedoria humana nos dias de hoje; criando festas, danças, programações atrativas para que as pessoas venham até ela.
- Sabe porque essas festas e programações são necessárias para que o povo venha a igreja? Porque o seu coração afastou-se de Deus, e há uma busca por emoções. Naturalmente, na presença de Deus, há alegria e gozo. Mas nem todo gozo e emoção são demonstrações da presença de Deus. A presença de Deus traz gozo e emoção, mas a emoção não traz a presença de Deus.
- Estamos para entrar numa das maiores festas que o mundo conhece: o Natal. Uma festa que não tem nada a ver com Deus. Uma festa mundana, pagã, que foi introduzida, adequada a igreja, para que os fiéis se sentissem bem, e os infiéis viessem para a igreja. Assim tem sido feito: todos os tipos de ritmos musicais possíveis e imagináveis a fim de satisfazer a carne; todo o tipo de eventos a fim de distrair o homem, afastando-o mais e mais do Evangelho de Cristo; todo o tipo de encenação que barateia o Evangelho, despreza o sacrifício do Senhor na cruz do Calvário e a Sua obra de redenção.
- A igreja tem de manifestar o poder de Deus; e o culto ao Senhor deve ser com decência e com ordem.
- A palavra de Deus faz separação entre o que é santo e o que é profano.
- A comunhão com Deus tem de ser adquirida através da oração, da leitura da palavra, no temor de Deus. É difícil, mas é o que deve nos alegrar. Porém, é mais fácil viver todos os dias como um mundano, e no domingo dançar na presença do Senhor; e sair de lá com a consciência de que se fez algo agradável a Deus... Quem assim procede está enganando-se a si mesmo.
- Não é assombroso que a palavra de Deus, a qual tem sido rejeitada pelo mundo, tem igualmente sido rejeitada na maioria dos púlpitos? Há uma adequação da pregação, e a mensagem é sempre a mesma: o Senhor lhe dará a vitória, não importando se a sua vida é de temor a Ele, ou de dissolução; se é uma vida de oração, de leitura da palavra, de testemunhar o Evangelho de Cristo, ou de rebeldia, onde o seu tempo é ocupado com as coisas seculares.
- Há cristãos que se vestem como o mundo se veste. Que falam exatamente como o mundo fala. Que vivem em ambientes degradados pelo pecado, tal qual o mundo gosta de frequentar. É raro o caso de alguém que se converte e passa a se vestir diferente, a falar diferente, a abandonar a antiga vida de impiedade, de praticar os velhos prazeres insidiosos, de rejeitar a velha natureza... É raro o desejo de se mortificar a carne, de buscar uma vida de santidade, de sujeição à vontade de Deus.
Não é a roupa que faz o cristão, mas o cristão terá sempre um proceder zeloso em todas as áreas da sua vida, inclusive no vestir.
- Aquele que teme ao Senhor, o que professa o Senhor, olhe como anda.
Na próxima semana, a segunda parte desta pregação.
Resumo da mensagem pregada no TBB: Dezembro de 2008.
Todos os versículos da Almeida Corrigida e Fiel da SBTB(ACF)