.

.
Página de doutrina Batista-Calvinista. Cremos na inspiração divina, na inerrância e infalibilidade das Escrituras Sagradas; e de que Deus se manifestou em plenitude no seu Filho Amado Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador, o qual é a Segunda Pessoa da Tri-unidade Santa

terça-feira, 23 de setembro de 2008

NENHUMA CONDENAÇÃO HÁ...

Pr. Luiz Carlos Tibúrcio


O texto base para esta noite é:
Romanos 8.1: "Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito".
Romanos 1.18: "Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça".
- Deus manifesta a Sua ira! Lemos nas Escrituras sobre o amor de Deus, sobre a misericórdia, a graça e a compaixão de Deus. Mas aqui, lemos sobre a ira de Deus sobre toda a impiedade.
- Impiedade é a prática daquilo que não é justo, ou seja, injustiça.
Versículo 19: "Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis. ".
- Deus manifesta a Sua ira contra a injustiça, contra o pecado.
- Tudo dá testemunho da bondade de Deus. Portanto, o homem devia reverenciá-lO.
- O poder e a justiça de Deus são manifestos pelas coisas criadas para que ninguém diga: "Não vi o poder de Deus". Estas pessoas são indesculpáveis diante de Deus, pois Ele se manifestou a todos os homens.
Versículo 21: "Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu".
- Os homens não deram a Deus a glória devida; mesmo diante de todo o Seu poder, suas mentes criaram fantasias: uns criaram imagens de homens, outros de animais e disseram: "Este é o meu deus!". Que loucura, meus irmãos!
1 Coríntios 6.10: "Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. E é o que alguns têm sido...".
- E é o que alguns de vocês foram! Deus nos chamou para uma mudança de vida, para uma nova vida em Cristo nosso Senhor. Ele nos transformou, libertando-nos do que éramos, daquilo que fomos um dia.
"...mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus".
- Deus nos chamou quando estávamos em pecado. Mas Ele não nos chamou para vivermos em pecado, pois nos lavou, santificou, justificou para uma nova vida.
- Deus nos chamou para servi-lO, abandonando a antiga vida de pecados para vivermos em santidade.
Lucas 18.10: "Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano. O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano. Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo. O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador! Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele".
- O Senhor conta-nos uma parábola em que dois homens oravam no Templo. Um dizia: Senhor, como sou santo! Não sou como os homens comuns. O outro dizia: Tem misericórdia de mim, Senhor!
- Aquele que reconheceu os seus pecados, esse saiu justificado. Porque Cristo veio para os pecadores, para dar o perdão ao arrependido.
- Agora não há mais condenação para os que estão em Cristo Jesus. Agora, meus irmãos! Não amanhã, ou depois de amanhã. Mas agora! Contudo, aqueles que não reconhecem Jesus Cristo como Senhor e Salvador de suas vidas JÁ estão sob a condenção e a ira de Deus.
Ezequiel 18.4: "Eis que todas as almas são minhas; como o é a alma do pai, assim também a alma do filho é minha: a alma que pecar, essa morrerá".
- Nós pertencemos ao Senhor. Todos, quer servos, quer não, porque Ele nos criou.
- Não há crime sem lei que o defina como tal. E se há um crime e uma lei, há uma punição, uma sentença. Deus decretou que o pecado é crime, e a sentença para aquele que pecar é a morte!
- O pecado é transgressão da lei, a desobediência à lei.
Deuteronômio 21.22: "Quando também em alguém houver pecado, digno do juízo de morte, e for morto, e o pendurares num madeiro,O seu cadáver não permanecerá no madeiro, mas certamente o enterrarás no mesmo dia; porquanto o pendurado é maldito de Deus; assim não contaminarás a tua terra, que o Senhor teu Deus te dá em herança".
- Deus fez um decreto, no qual o cadáver pendurado no madeiro teria de ser enterrado.
Deuteronômio 27.15: "Maldito o homem que fizer imagem de escultura, ou de fundição, abominação ao Senhor, obra da mão do artífice, e a puser em um lugar escondido. E todo o povo, respondendo, dirá: Amém".
- maldito o que fizer uma imagem.
Versículo 16: "Maldito aquele que desprezar a seu pai ou a sua mãe. E todo o povo dirá: Amém" (Os versículos seguintes ao 16 descrevem uma série de pecados, os quais Deus amaldiçoa - Nota do Editor).
- Maldito aquele que transgredir a lei de Deus. Deus amaldiçoava os que desobedeciam a Sua lei.
Gálatas 3.10: "Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las".
- Deus decretou várias maldições. Maldito o que não cumprir toda a lei. Ninguém é capaz de cumprir a lei, portanto, todos são malditos.
- Somente Jesus Cristo cumpriu-a integralmente.
- Deus exige santidade, justiça, retidão. E ninguém satisfez a Deus, porque somos pecadores. Mas Cristo foi o único capaz de satisfazer as exigências de Deus.
- Em Cristo somos capazes de agradá-lO, visto que Ele, o Filho, nos justificou perante Deus. Então, não devemos viver em pecado, mas ter uma vida de santidade, retidão e justiça, porque Cristo nos libertou da prisão do pecado, para vivermos conforme a vontade Deus.
- A lei somente nos trará condenação. Ninguém poderá viver e ser salvo pela lei. Se você mentir será condenado. Se adulterar será condenado. Se roubar será condenado.
- Não há outra salvação, somente em Cristo Jesus. Todo aquele que buscar uma outra salvação está debaixo da maldição e da ira de Deus.
Romanos 8.3: "Porquanto o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne".
- As Escrituras nos dizem que a lei é boa: "E assim a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom" (Rm 7.12).
- Mesmo sendo santa, justa e boa a lei não pode nos salvar.
Mateus 15.19: "Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, fornicação, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. São estas coisas que contaminam o homem; mas comer sem lavar as mãos, isso não contamina o homem".
- Há coisas que contaminam o homem. E elas procedem do coração, é dele que procedem o pecado, os maus pensamentos.
- A santidade de Deus exigiu uma justiça que está acima de nós, muito além de nossas forças e possibilidades.
Mateus 6.21: "Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração".
Mateus 9.4: "Mas Jesus, conhecendo os seus pensamentos, disse: Por que pensais mal em vossos corações?".
- O Senhor sabe o que se passa no coração do homem, Ele conhece a maldade que há no coração do homem.
Mateus 12.34: "Raça de víboras, como podeis vós dizer boas coisas, sendo maus? Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca. O homem bom tira boas coisas do bom tesouro do seu coração, e o homem mau do mau tesouro tira coisas más".
Mateus 15.8: "Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim".
Versículo 18: "Mas, o que sai da boca, procede do coração, e isso contamina o homem.Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, fornicação, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias.São estas coisas que contaminam o homem; mas comer sem lavar as mãos, isso não contamina o homem".
- Em Rm 8.3,lemos que a lei não pode nos salvar. Que o nosso coração está afastado de Deus.
Gálatas 3.13: "Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro".
- Em deuteronômio, quando Deus dá a lei aos homens, disse que maldito aquele que for pendurado no madeiro. Cristo se fez maldição por nós! Aquele que não tem pecado, nem culpa, nem desobedeceu a Deus, morreu na cruz do Calvário, suspenso em um madeiro, para nos livrar da maldição do pecado.
- Ele ocupou o lugar que deveria ser nosso, substituindo-nos.
- Ainda que éramos pecadores, afastados de Deus, em desobediência a Ele, Cristo, pelo seu muito e maravilhoso amor, chama-nos à reconciliação com Deus, pelo Seu perdão dado ao coração arrependido.
Jeremias 24.7: "E dar-lhes-ei coração para que me conheçam, porque eu sou o Senhor; e ser-me-ão por povo, e eu lhes serei por Deus; porque se converterão a mim de todo o seu coração".
- Jeremias é perseguido por tentar fazer o povo voltar-se para Deus.
- E Deus dá um coração para que O conheçam. Se Ele não nos der um novo coração, jamais o buscaremos,nem O conheceremos... Sabe porque nós o buscamos? Porque Ele coloca em nosso coração o desejo de buscá-lO, de conhecê-lO.
- Deus tem aberto o meu coração para que eu veja a Sua bondade, a Sua misericórdia, a Sua graça, e receba o Seu perdão; distanciando-me do pecado, da rebeldia e aproximando-me d'Ele, vontando-me ao caminho que O honre e glorifique.
- E assim, Ele será o meu Deus, e nós seremos o Seu povo. Não O honraremos mais apenas com os lábios, mas com o coração. E isso só foi possível pelo sacrifício de Cristo na cruz, resgatando-nos da condenação e da separação eterna de Deus.
- Ele nos chamou para sermos crentes, não apenas aos domingos, mas em tempo integral, testemunhando com nossas vidas dia após dia a conversão do nosso coração a Deus.
Jeremias 29.13: "E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração. E serei achado de vós, diz o Senhor, e farei voltar os vossos cativos e congregar-vos-ei de todas as nações, e de todos os lugares para onde vos lancei, diz o Senhor, e tornarei a trazer-vos ao lugar de onde vos transportei".
- Esta é uma promessa de Deus para todos os tempos: buscai ao Senhor, clamai ao Senhor por misericórdia, e deixe o ímpio o caminho do mal, e converta-se a Deus.
- Ele tem transformado a nossa vida, mas ainda assim, devemos buscá-lO incessantemente.
- Rm 8.1, "portanto agora" significa no tempo de hoje, no tempo do sacrifício de Jesus Cristo, neste instante... pois "nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus".
- Nós sentiremos tristeza por nossos pecados, quando desobedecemos e nos rebelamos contra Deus. Mas, também, sentiremos conforto, e a certeza de que Ele nos perdoará quando nos arrependemos, voltando-nos para Ele em busca do Seu perdão.
- Temos a certeza de que o perdão de Deus é realidade em nossas vidas; e de que a salvação é um milagre que somente Cristo poderia fazer por nós.

Resumo da mensagem pregada no TBB: 14 de Setembro de 2008
Todos os versículos da Almeida Corrigida e Fiel da SBTB(ACF)

Um comentário:

Luis Fernando disse...

Belo texto e bela sequência narrativa.. Somos todos pecadores desgraçados.. Não conseguimos cumprir a lei de maneira perfeita.. Necessitamos diariamente do perdão, do amor, da força, da bondade, da misericórdia, da graça e da renovação de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo...